quinta-feira, novembro 30, 2017

Zé Pedro, insubmisso.

Zé Pedro, de partida. (Lisboa, 1956 - Lisboa, 2017)

domingo, outubro 01, 2017

terça-feira, setembro 26, 2017

Falta de apetite ao almoço.

Dia em que chega aquela falta de apetite ao almoço, que pelos mesmos motivos pode resultar no oposto.
Melhor ficar pela falta de apetite, pode ser que dê para começar a fazer a coisa com regularidade e aproveitar as suas vantagens.

segunda-feira, junho 12, 2017

"Um homem só encontra a mulher ideal quando olhar no seu rosto e vir um anjo e, tendo-a nos braços, tiver as sensações que só os demónios provocam."
Esta frase está atribuída a Pablo Neruda em diversas sítios da internet em Português. Fica por confirmar que a citação é verdadeira, ou se a verdade se fica pela frase.

quarta-feira, maio 24, 2017

sábado, março 18, 2017

56

 "Com cinquenta e seis anos ainda se pensa que se é novo. Ainda se imagina que poder e energia são infinitos e eternos! Ainda se pensa que se vai viver para sempre! E no entanto, só se está agarrado à juventude por um fio, não por um cordão, nem por um cabo, e esse fio pode rebentar a qualquer momento, e vai rebentar em breve, de qualquer maneira. E depois, onde é que ficamos? 
«A vingança é minha - disse o Senhor - e vou ser pago». Nunca ninguém se lembrou de avisar acerca disto, ou avisaram?"
Em "Um Homem em Cheio", de Tom Wolfe.

sábado, fevereiro 25, 2017

A Vida em Pleno

"Se a Vida É", uma canção dos Pet Shop Boys já com uns aninhos, é um apelo aa vida vivida em pleno, muito ao jeito dos anos oitenta embora a canção seja de 1996.

A versão mais longa do vídeclip tem um preâmbulo com diversas cenas que simulam e simbolizam o mergulho dramático do espírito na matéria, a encarnação, a vivificação da Terra pela alma humana e a felicidade e beleza que ela pode trazer. É esse clip que fica aqui hoje.

domingo, dezembro 25, 2016

Il est né, le divin enfant

Em dia de Natal, um cantico tradicional francês do séc.17, recolhido e divulgado no séc.19.

Uma curiosidade: na canção, na dicção da palavra "divin" usa-se a pronúncia francesa da época em que a sílaba final /in/ ainda soava como se escrevia, e não como o atual /an/.

sexta-feira, novembro 11, 2016

A Capa de São Martinho e uma Sinfonia

“Num dia frio e chuvoso de inverno, Martinho seguia montado a cavalo quando encontrou um mendigo. Vendo o pedinte a tremer de frio e sem nada que lhe pudesse dar, pegou na espada e cortou o manto ao meio, cobrindo-o com uma das partes. Mais à frente, voltou a encontrar outro mendigo, com quem partilhou a outra metade da capa. Sem nada que o protegesse do frio, […] diz a lenda que, nesse momento, as nuvens negras desapareceram e o sol surgiu. O bom tempo prolongou-se por três dias.
Na noite seguinte, Cristo apareceu a Martinho num sonho. Usando o manto do mendigo, voltou-se para a multidão de anjos que o acompanhavam e disse em voz alta: “Martinho, ainda catecúmeno [que não foi batizado], cobriu-me com esta veste”.

Este é o episódio mais popular da vida Martinho (316-397), que veio a ser bispo de Tours e depois canonizado pela Igreja Católica, que lhe dedica anualmente o dia 11 de novembro. O texto citado e os marcos principais da vida de São Martinho podem ser lidos aqui. Este relato entronca numa das virtudes teologais da Igreja Católica, a caridade, palavra quase sempre restrita ao catolicismo, de tal modo que por vezes parece ficar difuso que significa amor ao próximo, benevolência, compaixão.

Ora, existe um relato bíblico com sentido oposto ao da caridade; usando, como tantas vezes, uma parábola para se fazer entender pelo povo, Jesus relata o destino do homem rico e soberbo que recusou ajuda a Lázaro, o mendigo que lhe pedia compaixão (Lucas, 16:19-31).

A parábola do Homem Rico e Lázaro entrou na tradição popular musical inglesa sob a designação 'Dives and Lazarus'. Foi recolhida por Sylvester Garland e incluída numa coletânea de 'carols' (cânticos natalícios) publicada em 1861 em Londres (fonte).

Existem duas versões da letra popular de 'Dives and Lazarus' (ver). Quanto aa melodia, no Youtube está disponível uma versão ‘a capela’ fiel ao original (ver).

A melodia popular de 'Dives and Lazarus' foi adaptada e usada pelo britânico Vaughan Williams para compor uma peça sinfónica linda. E essa sinfonia que fica aqui, em dia de São Martinho.


sábado, outubro 01, 2016

lux perpetua






Réqüiem ætérnam dóna éis, Dómine:
et lux perpétua lucéat éis.
In memória ætérna érit iústus,
ab auditióne mála non timébit.



sábado, agosto 27, 2016

domingo, junho 12, 2016

Rubai #87

Hoje, um poema na fronteira da blasfémia: 
Colhe os frutos que a vida te oferece
e escolhe as taças maiores;
Não creias qe Deus vá fazer as contas
dos teus vicios e das tuas virtudes.
 Rubayiat, Omar Khayyam.